Marketing para médico: Guia completo para você começar

Gerenciar a própria profissão é uma tarefa que parece ser simples, entretanto, a qualificação constante e a atualização acerca de processos e atuações se torna quase que uma obrigação em algumas áreas.

Para os profissionais da saúde, principalmente os médicos, manter a organização da agenda, produtividade da equipe e ainda proporcionar uma experiência positiva para o paciente podem ser características que representam rentabilidade do negócio.

Algumas ferramentas na divulgação do trabalho ajudam os profissionais a darem mais visibilidade para a sua atuação, como o marketing para médicos. Neste sentido, o marketing prova a eficiência do atendimento e pode ser um grande aliado do processo de aquisição de pacientes.

A internet, portanto, é uma facilitadora da necessidade de divulgar o próprio trabalho com a demanda de atendimento médico. Quem ganha são os profissionais e os pacientes.

Em alguns casos, o Google ou as redes sociais tornam-se uma plataforma de fácil acesso e de custo baixo para quem pretende dar luz aos negócios. Vamos observar, portanto, as principais características do marketing médico e entender como tornar a internet uma aliada.

O que é marketing médico?

notebook branding marketing medico

Embora o nome seja sugestivo, muitos acreditam que marketing médico se restringe apenas à publicidade da atuação profissional. Porém, é possível encarar o termo como um conjunto de ações que ajudam a melhorar a percepção das pessoas em relação ao trabalho do médico.

Existe uma linha tênue entre a autopromoção e a publicidade e, para evitar com que os profissionais incorram em desobediência à legislação do Conselho Federal de Medicina (CFM), basta seguir o estabelecido em lei.

A atividade do marketing médico pode gerar objetivos estratégicos para o negócio, tais como dobrar a lucratividade, melhorar a autoridade, se diferenciar dos concorrentes, preparar o público para a inserção de novos serviços, manter presença no mercado ou combater a publicidade negativa.

Para garantir a idoneidade e credibilidade dos profissionais da saúde, e a segurança dos pacientes, alguns conselhos profissionais estabelecem normas para a divulgação dos serviços. É importante conhecê-las e segui-las para consolidar a construção de um trabalho sério e incontestável.

Importância de fazer marketing médico

Assim como o marketing médico pode ajudar a dar visibilidade ao trabalho do médico, também pode causar o transtorno à sua carreira, pois há muitas atividades que podem ser consideradas “boas práticas”, como planejamento estratégico, relação pós-consulta, dentre outras.

De outro lado, também existem ações que são consideradas “más práticas”, como é o caso da publicidade avulsa sem base em uma estratégia de marketing bem elaborada e a autopromoção.

Existem formas éticas de se realizar o marketing médico a fim de trazer excelentes resultados ao trabalho do profissional ou da atuação da equipe da clínica ou consultório que atrai e fideliza o público. No caso das plataformas digitais, por exemplo, é uma forma do médico se aproximar dos pacientes.

Como consequência, além de uma inserção no mercado profissional, o profissional, ainda, conquista a confiança dos pacientes e, indiretamente, garante mais consultas e/ou procedimentos, conferindo maior rentabilidade ao negócio.

Marketing médico: por que vale a pena?

Desde que estruturado corretamente, dentro da legislação prevista pelo CFM, o marketing médico é uma importante ferramenta de divulgação do trabalho do profissional de saúde, uma vez que ele tem a oportunidade de mostrar, na prática, a sua atuação.

Vale lembrar que, diferentemente do que ocorre na divulgação de outros segmentos, como uma escola de inglês ou de uma loja de eletrodomésticos, por exemplo, o médico não pode promover ações de cunho promocional, ou seja, não pode vender serviços médicos.

As ações de marketing devem ser pautadas no caráter educativo e de esclarecimento para a população. Além disso, há de ter o cuidado com a divulgação de imagens de pacientes ou de procedimentos um tanto invasivos que causam estranheza para o público.

Dentre algumas das suas principais vantagens, podemos citar:

  • Posicionamento de imagem e visibilidade dos seus serviços;
  • Maior autoridade e reconhecimento da marca pessoal;
  • Aumento do fluxo de pacientes (inclusive do perfil desejado, como pacientes particulares);
  • Relacionamento mais próximo com o público, possibilitando a criação de uma relação de confiança e consequente fidelização;
  • Crescimento da receita.

Passo a passo para iniciar no mundo do marketing médico

pessoas fazendo marketing medico

Para incluir uma estratégia de marketing, o médico deve definir o seu público-alvo e entender quais pacientes deseja alcançar. Pode-se traçar perfis a partir de informações como faixa etária, estilo de vida, que tipo de serviço médico procuram, entre outros, para construir uma estratégia eficiente para divulgar sua clínica ou especialidade.

É importante que a divulgação tenha estritamente o objetivo de esclarecer a população sobre determinado assunto ou procedimento e nunca com o viés comercial primeiro. Dessa maneira, é fundamental firmar parcerias com empresas ou profissionais do marketing para conseguir realizar um trabalho de qualidade.

Além disso, é preciso monitorar constantemente os resultados obtidos para saber se estão sendo eficazes ou não, o que pode sinalizar a necessidade de mudar de estratégia ou de explorar novos canais.

Vejamos a seguir algumas dicas sobre como iniciar com uma estratégia de marketing na área médica.

Avalie o mercado

Avaliar o mercado significa conhecer a fundo o público e saber qual é o mercado que pretende atingir para ser mais assertivo.

Por mais que você trabalhe na área da saúde e por isso paciente significa todas as pessoas que precisam de atendimento, o marketing médico precisa de uma segmentação de público para ser mais assertivo.

Para isso, avalie dados demográficos, comportamentos, hábitos e estilos de vida. Além disso, é preciso saber como está o mercado e quem são os potenciais concorrentes para que a estratégia seja traçada de forma objetiva e direta, gerando resultados melhores para o seu negócio.

Outro ponto importante é conhecer a jornada do seu paciente, ou seja, todo o caminho que ele percorreu desde que sentiu o primeiro sintoma, até sair da consulta na sua clínica.

Quando o marketing médico também é baseado nesse processo, fica mais fácil identificar em qual momento cada paciente está e se fazer presente na vida dele, mesmo que o paciente ainda não tenha visitado a sua clínica ainda.

Se especialize

Tão importante quanto se especializar na área médica e na especialidade em que atua, é se especializar em marketing estratégico e, principalmente, em divulgação na internet. Pode-se também se especializar em mídias digitais e/ou publicidade e propaganda.

Dessa forma, o profissional estará apto a usar as ferramentas de divulgação disponíveis na internet e usá-las conforme lhe convier e for da sua necessidade. Outro ponto importante é conhecer as leis em relação à divulgação de serviços nessa área, de acordo com a legislação do CFM.

Existem boas opções de cursos de marketing digital voltados para profissionais da saúde atualmente, inclusive cursos online gratuitos. Uma vez que a intenção não é se tornar um profissional da área de marketing, algumas lives e perfis nas redes sociais de especialistas auxiliam a tomada de uma estratégia mais consciente.

Conheça seu público

Conhecer o público-alvo é fundamental para traçar estratégias e alcançar os objetivos com a divulgação. Sem saber quem está consumindo o conteúdo divulgado, dificilmente o médico conseguirá ser assertivo em suas publicações.

Para isso, saber quais são os hábitos, comportamentos e demais características dessa audiência, proporciona uma estratégia eficaz e com mais chances de se projetar como um profissional capaz de resolver os problemas dos pacientes.

Um marketing bem direcionado, em geral, se mostra muito mais eficaz e barato, possibilitado pela identificação das demandas dos possíveis pacientes na região em que o médico atua para elaborar uma campanha que de fato converse com seus interesses.

Conte com a tecnologia e ferramentas

A internet é um campo vasto e infinito de possibilidades que auxiliam as pessoas a divulgarem os seus trabalhos, independente do nicho de mercado.  Melhorar a imagem da empresa ou da clínica depende exclusivamente de elaborar estratégias direcionadas ao público-alvo.

E a internet está aí para isso. Atualmente existem softwares médicos que contam com funcionalidades de marketing digital, automatizando e facilitando a gestão de estratégias na área. Ao centralizar as informações em um único ambiente, trazem praticidade e economizam tempo e esforços para que seja possível focar no que sabe fazer de melhor: atender os pacientes com qualidade.

Marketing médico: Quais são as limitações do CFM?

mulher com celular marketing médico

Cuidar da imagem do próprio negócio é tão importante quanto cuidar da imagem do paciente. Expor fotos de nudez ou de cirurgias com ou sem a autorização de imagem do paciente, pode ser uma atitude que coloque fim ao exercício da medicina.

Isto porque o Conselho Federal de Medicina (CFM) estabelece regras para o marketing e publicidade médica no Código de Ética Médica e na Resolução CFM nº 1.974/11. Além disso, há nos conselhos regionais uma Comissão de Divulgação de Assuntos Médicos (Codame), que tem o papel de avaliar essas divulgações.

Então, em primeiro lugar, é fundamental que as ações sejam pensadas no paciente que está buscando informações de saúde. Por isso, não são permitidas ações promocionais em que ocorra divulgação de valores, formas de pagamento ou descontos.

Responsabilidade sobre o conteúdo

O médico tem total responsabilidade sobre o conteúdo divulgado, bem como é incumbido de cuidar da imagem do próprio negócio e também do paciente. É preciso se certificar de informar seus números de registros gerais e suas especialidades. Outro ponto importante: só promova aquilo que o Conselho permite e o que realmente tem ligação direta com a atuação médica.

Não dê garantia de resultados

Assim como receitar medicamentos e promover diagnósticos por meio das divulgações é proibido pelo CFM, garantir resultados dos procedimentos também. Assegurar atenção e comprometimento, bem como conquistar a confiança dos pacientes é fundamental, mas é preciso entender que o tratamento só deve ser realizado após a conduta permitida em todos os casos.

Não faça uso da imagem de celebridades

Aproveitar a fama de celebridades ou o resultado atingido por algum tratamento realizado em personalidades públicas e se auto promover em cima desse fato é proibido. Não é permitido utilizar a imagem de celebridades para divulgar um serviço médico oferecido como se essas pessoas fizessem uso dele e o aprovassem.

Não use a tecnologia como diferencial

A ideia é informar a população acerca de determinado procedimento ou tratamento e não oferecer garantia  de resultado simplesmente porque usou determinado equipamento tecnológico de última geração. É proibido, pelo CFM, associar a qualidade do seu atendimento a eventuais produtos.

Fuja do sensacionalismo

Uma regra clara e estritamente proibida pelo CFM: usar de forma sensacionalista a divulgação do próprio negócio ou trabalho. O órgão entende sensacionalismo como:

  • “A divulgação publicitária feita de maneira exagerada” para individualizar e priorizar sua atuação;
  • O uso da mídia para divulgar métodos sem reconhecimento científico;
  • A adulteração de dados estatísticos com a intenção de beneficiar-se individualmente ou à instituição que representa;
  • “A veiculação pública de informações que possam causar intranquilidade, pânico ou medo à sociedade”.

Prejudicar e/ou denegrir colegas de trabalho, apostar na autopromoção excessiva e, claro, usar de qualquer informação falsa ou adulterada em campanhas não são práticas permitidas – e nem bem vistas.

Outras limitações

Ainda, de acordo com o CFM, é proibido tirar dúvidas online, se autopromover, vender procedimentos ou tratamentos e receitar medicamentos. “tira-dúvidas online” – quase sempre é sinal de problema. Nada pode substituir o contato pessoal entre você e seu paciente. – atentar para a recente liberação da telemedicina pelo CFM em que esse tipo de atuação do médico é permitida. sugiro retirar esse trecho.

Vale lembrar que o CFM, em geral, recomenda que contatos de consultórios e demais locais de atendimento não sejam divulgados em redes sociais ou na internet como um todo. Nesse sentido, é muito mais seguro e adequado fazer uma publicação nas suas mídias sociais convidando os usuários a conhecerem seu site.

O que é permitido no marketing médico?

O marketing de conteúdo possibilita ao profissional ter mais visibilidade à sua atuação perante ao público ou instituição de saúde no meio digital. Porém, é possível se posicionar no mercado de forma ética e responsável.

Essa atividade serve para definir estratégias que divulguem o conhecimento desse profissional para as pessoas certas, com muita responsabilidade. Além disso, ter uma imagem digital fortalecida requer muita clareza do que é permitido divulgar e isso passa pelo cumprimento das regras do marketing médico.

Veja a seguir algumas estratégias para fortalecer o posicionamento e ganhar a confiança do público.

7 estratégias de marketing médico para criar presença no digital

estratégias marketing médico

As estratégias de marketing médico incluem posicionamento no site, em blog ou nas redes sociais e, neste sentido, a produção de um conteúdo ético sem vínculo comercial é fundamental.

Veja como isso é possível sem infringir regras estipuladas pelo CFM.

Invista em uma identidade visual

Investir em uma identidade visual também passa pela identificação do público alvo e o objetivo de criar uma estratégia de marketing. Antes disso, é preciso realizar uma reunião com a agência ou o profissional que irá participar desse processo.

Este processo se inicia com uma identidade gráfica, criada de forma equilibrada e marcante de forma personalizada a cada profissional. Se a intenção for a criação de um site, por exemplo, algumas características são importantes. Entre elas:

  • A junção de formas e símbolos deve ser harmoniosa e versátil.
  • Pense em sua marca como algo que deverá ser aplicado em vários lugares. Ela precisa funcionar em todos eles.
  • Placa, uniformes, receitas, cartão de visita: reúna todo o material em que essa marca estará visível e veja qual a melhor aplicação para cada um deles
  • Aproveite esse processo para também pensar em sua identidade digital.

Faça um site otimizado para conversão e dispositivos móveis

Criar um site otimizado para conversão e dispositivos móveis é um dos avanços em termos de divulgação do trabalho, pois, com o dinamismo do dia a dia, o público consome o conteúdo em diferentes plataformas.

Portanto, ao criar um site, use texto legível e links acessíveis para priorizar os detalhes e seguir as diretrizes, o que pode aumentar bastante as taxas de conversão em dispositivos móveis.

Crie um site com carregamento rápido em que o público possa ter o número de cliques reduzidos. Especialistas em marketing digital acreditam que quanto menos cliques, mais os clientes consomem o conteúdo.

Invista em ferramentas que lidem com a experiência do usuário e atenda às necessidades de cada um a fim de apresentar as soluções, lembrando sempre que o objetivo é informar e nunca vender.

Invista em marketing de conteúdo e SEO (sugiro explicar o que é SEO, a maioria dos médicos não sabe o significado disso)

Marketing de conteúdo e textos baseados na técnica SEO lidam muito bem com os anseios do público por serem facilitadores na construção de uma relação de confiança entre o profissional e o cliente.

Artigos, ebooks e posts nas redes sociais, sem promover explicitamente a marca são boas estratégias de marketing de conteúdo. Já os textos com a técnica SEO atendem os principais fatores de ranqueamento, com o objetivo de posicionar os conteúdos no topo dos resultados de busca nos sites de pesquisa disponíveis na internet.

Utilize estratégias de E-mail marketing

O e-mail marketing é uma boa estratégia que oferece flexibilidade de uma estratégia mais segmentada. Algumas atitudes com essa ferramenta fazem a diferença no negócio e ainda aumentam a taxa de conversão.

Entre elas:

  • Criar uma comunidade exclusiva;
  • Investir no design;
  • Mostrar que você se importa;
  • Pedir feedback;
  • Tratar os clientes de forma pessoal;
  • Disponibilizar conteúdo para download;
  • Dizer aos leitores o que fazer em seguida.

Cadastre-se no Google Meu Negócio

Ter a sua empresa presente no Google Meu Negócio pode ajudar os clientes a descobrirem os produtos e serviços que você oferece. A ferramenta é gratuita e de fácil cadastro. Com isso, os contatos ficam disponíveis sempre nos primeiros lugares em sites de busca, facilitando a pesquisa dos clientes e a identificação com o negócio.

Invista em Google Ads

Uma campanha de marketing de conteúdo bem estruturada passa pelo Google Ads e em alguns casos, é uma ferramenta mais eficiente que outras.  Uma campanha bem planejada no Google Ads pode trazer um aumento considerável e quase instantâneo de tráfego e leads no site. Além disso, o nome da empresa aparecerá no topo das pesquisas imediatamente.

Esteja nas redes sociais

Uma das estratégias mais democráticas atualmente é a presença nas redes sociais. Além do custo baixo, as redes sociais viraram uma forma diferente de as pessoas encontrarem os serviços que precisam.

As redes sociais são por si só uma forma de divulgação gratuita. Desta forma, a empresa pode reduzir os custos com marketing, uma vez que os outros meios possuem um valor mais elevado. É possível criar diferentes campanhas sem recorrer aos anúncios patrocinados. São constantes e gratuitas e devem ser usadas em favor da divulgação do negócio.

Métricas de marketing médicos: como medir os resultados

No marketing digital é possível mensurar os resultados das campanhas por meio das métricas de marketing, que variam entre o número de visitantes ao volume de vendas.

Com as métricas de marketing é possível também identificar o impacto das suas estratégias nos resultados finais da sua empresa. Entre as principais funções da métrica estão:

  • Apontamento dos pontos positivos e negativos das campanhas;
  • Assistência para a tomada de decisões e investimentos;
  • Auxílio para o aprimoramento de estratégias;
  • Diminuição do grau de incerteza para os próximos passos da área;
  • Identificação do ROI (Retorno Sobre o Investimento) de forma mais objetiva;
  • Mensuração da performance de cada campanha e do envolvimento do público.

Conclusão

médicos analisando resultado marketing medico

Agora que você conhece tudo sobre marketing médico e viu a necessidade de estar em constante movimento também na internet e nas redes sociais, que tal criar uma campanha que pode render uma boa imagem perante ao público?

Se precisar, podemos te ajudar. Fale conosco!